Eu sou uma quilteira compulsiva.... E você?

Olá!!

 Quando li esse texto no blog da QUIANE, não resisti e pedi para postar aqui pois vale a pena reler várias vezes e dar muita risada :)




Faça o teste e se você se identificar com mais de 10 sentenças juste-se às Quilteiras Compulsivas Anônimas.

Elas se reunem todos os dias da semana terminados em “a” e “o” do calendário Gregoriano numa loja de paninhos perto de você.

E lembre-se: não leve seu marido!














Você sabe que é uma fanática por Patchwork se…

… na sua casa tem mais tecido do que comida.

… sua tábua de passar está sempre armada mas você nunca passa roupas.

… você pensa em seu trabalho como uma interrupção do seu tempo de costura.

… as pessoas estão sempre tirando linhas de você.

… você consegue medir um centímetro com precisão sem régua.

… você precisa de uma casa maior para (re)instalar sua sala de costura.

… você compra todo apetrecho que vê para Patchwork não porque você precise mas apenas porque você ainda não tem.

… você possui mais tesouras do que poderia um dia imaginar e mantêm todas elas com cadeado para que nenhum incauto resolva cortar papel com elas.

… você sabe quem fabricou um tecido só de olhar para ele.

… você têm kits de Patchwork suficientes para deixar de herança para as próximas três gerações de seus filhos.

… você tem mais agulhas que no consultório do seu médico.

… você tem um GPS interno para encontrar lojas de tecido.

… seus filhos sabem cozinhar e lavar para eles mesmos.

… o valor total das suas máquinas de costura é maior que o do seu carro.

… você deseja ser enterrada com seu dedal.

… você carrega mais fotos de trabalhos de Patchwork do que dos seus filhos.

… você pensa que a cama está pelada se não estiver com uma colcha de Patchwork nela.

… prefere costurar a comer.

… em um filme de romance você presta mais atenção na colcha de Patchwork sobre a cama do que na ação que se passa em cima dela.

… você tem tanto tecido que daria para abastecer o estoque de uma loja, mas nenhum em tamanho suficiente para fazer um simples vestido.

… ao invés de um bom romance, seu livro de cabeceira é sempre um livro de Patchwork.

… às 23hs você dá um beijo de boa noite em seu marido e diz “Eu já vou para a cama, assim que terminar esse bloco” e quando você se dá conta seu marido está te dando um beijo de bom dia ao sair para o trabalho.

… ao receber a fatura você percebe que a maior parte dos gastos com seu cartão de crédito foram em lojas de tecido.

… todos os funcionários de todas a lojas de tecido em um raio de 100 quilômetros sabem seu nome.

… todos ao seu redor sabem que você faz Patchwork mesmo que você ainda não tenha dito isso a elas.

… se você não estiver costurando você está na internet vasculhando sites de Patchwork.

… o cheiro de tecido novo faz seus olhos brilharem.

… o carteiro vem lhe entregar uma encomenda e pergunta “mais tecido?”.

… o dono da loja de tecidos te leva para o fundo da loja para mostrar a nova remessa antes mesmo de colocar nas prateleiras.

… as únicas vezes em que você lava roupa é quando chega com um monte de tecido novo que precisa ser pré-molhado.

… você planeja sua viagem de férias para Gramado, durante o festival de Patchwork.

… você não consegue sair de uma loja de tecido sem ter gasto pelo menos 100 reais.

… você olha para a roupa das pessoas e tenta determinar, apenas ao olhar, se o tecido é 100% algodão.

… você sonha que está passando tecidos importados e quando acorda percebe que está sorrindo.

… você tem tantos projetos inacabados que não seria possível terminá-los em um ano.

… durante uma reunião ou palestra você finge que toma notas, mas na verdade está rascunhando novos projetos de Patchwork.

… ao voltar de viagem você precisa comprar uma outra mala só para carregar seus novos paninhos.

… quando você está comprando tecido a vendedora pergunta “o que você vai fazer com eles?” e a sua resposta é “eu não sei”, “eu não tenho certeza” ou “eu só coleciono tecidos”.

… você não tem coragem de pagar 40 reais em um sapato novo, mas não tem problema em gastar 40 reais em um metro de tecido importado.

… você paga alguém para limpar sua casa, só para ficar com mais tempo para suas costuras.

… você precisa arrumar um bico trabalhando na loja de tecidos para ajudar a pagar a sua conta.

… você se pega apreciando com prazer o quão lindinhos são os tecidos que você tem em casa.

… você gasta muito mais dinheiro em coisas de Patchwork do que com seu guarda-roupa.

… você separa uma área da sala de estar para costurar para que assim você possa ver sua família de vez em quando.

… você acorda às 4hs e não consegue voltar a dormir porque está pensando no novo projeto de Patchwork que você quer fazer.

… você espreme seu dedo na porta do carro e antes mesmo de pensar “ai!” você pensa “ah não! Como é que eu vou costurar agora!?”

… você viaja para a Inglaterra e procura por uma loja de tecidos antes de ir visitar o Big Ben.

… você torce para chover no final de semana para ter uma desculpa para ficar em casa costurando.

… você fica 30 minutos procurando por seu dedal e de repente se dá conta de que ele estava no seu dedo todo esse tempo.

… você começa a dar seus projetos inacabados de presente para que alguém os termine.

… você pergunta para seu filho mais velho quando ele vai se mudar de casa, porque você quer transformar o quarto dele em uma sala de costura.

… você sabe exatamente quais serão seus próximos 10 projetos de Patchwork mas não faz idéia do que fará para o jantar dessa noite.

… frequentemente você gasta o seu dinheiro para o almoço em tecidinhos.

… você começa a esconder a fatura do seu cartão de crédito para que ninguém veja o quanto você gastou em lojas de tecido.

… para você Featherweight (peso-pena) não é uma modalidade de boxe.

… você esquece do tempo costurando e depois precisa correr como louca para deixar a casa em ordem e fazer o jantar antes de seu marido chegar em casa.

… você têm fat quartes guardados na sua gaveta de meias.

… seu marido e filhos andam pela casa com linhas presas nas roupas… assim como você.

… seu filho de 3 anos olha para o chão de uma igreja e fala “olha mamãe, é um quilt!”

… seu marido é capaz de ajudar a escolher a combinação de tecidos perfeita.

… seu marido sabe os nomes dos blocos e das técnicas de Patchwork de tanto te ouvir falar delas.

… você têm tecidos em todas a cores do espectro do arco-íris, mas precisa dar uma passadinha na loja de tecidos porque não consegue encontrar a cor exata que você quer.

… se você estiver hospitalizada seu filho te traz fat quarters de presente ao invés de flores.

… sua família se reúne em sua sala de costura e não na sala de estar.

… você despende seu tempo lendo essa lista, se identifica com mais da metade das sentenças e ainda pensa que é pouco.  




Créditos / Fontes:


Arte com Quiane

ALDRICH, Margret (ed.). Once upon a quilt: a scrapbook os quilting past and present. Minneapolis: Voyageur Press. 2003.

http://www.quiltbug.com/Articles/quilter-test.htm

http://quilted-with-love.blogspot.com/2010/02/you-know-you-are-quilter-when.html

6 comentários:

  1. Gennnnnnnteeee!
    Essssa ai sou eu!!!!!!!!
    Sou DOENTE por tecidos,do tipo que não consegue dormir na vespera de uma compra. E depois de comprar também!!!

    A Pepa sempre fala que meu atelier parece uma loja rs,rs...
    Tenho kilometros de tecido,mas tô sempre precisando...

    E a coincidencia tenho esse selinho das kilteiras anônimas em blog também e sempre escrevo sobre o tema.

    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Apesar de eu não ser uma quilteira, me diverti muito com o post, rsrs
    É a cara da minha mãe!!!
    Tem posts novos, passa lá e confira:
    http://ideiaoquadrado.blogspot.com/
    Beijão Linda =D
    @WelenMedeiros

    ResponderExcluir
  3. Karen, já chorei de rir aqui, mas ao mesmo tempo me sinto aliviada depois de ler esse post. Eu já estava preocupada comigo, pois achava que estava ficando paranóica. Acordo de madrugada e fico horas pensando em uma nova peça, em um novo tecido...aí a consciência pesa por ter tanto tecido aqui ainda sem ser usado.

    Pelo menos descobri que isso é geral. Me identifiquei com quase todos os itens. Muito bom, adorei.

    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Hehehehehehe, muito bom.....
    Consegui te enxergar em varias frases.....:)

    ResponderExcluir
  5. Adorei, adorei o texto akren. Bem legal. Acho lindo o trabalho de quilt e patchwork. A propósito, aqui em Gramado tem um enocntro anual belíssimo. Ano passado, fui mestre de cerimônia dele. :))))

    Bjkas, querida!

    ResponderExcluir
  6. Jesus... eu sou assiiiiiiiiiiiimmmmmmmmmmm... tudo combina comigo... aliás isto é minh maior alegria... Adorei!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Adoro quando vocês comentam :)

Beijos,

Karen

Visualizações

Arquivo

Categorias