Os braços de meu pai

Fotografia Maria Eunice Gerard

 
 
Haverá lugar mais seguro no mundo, do que os braços de meu pai?
Haverá abraço mais forte, presença mais certa, do que a certeza de meu pai?
Depois de partir tantas vezes, depois de lutar tantas vezes, haverá outro lar para onde eu possa voltar, senão para a mansão do coração de meu pai?
Haverá professor mais dedicado, médico mais experiente, conselheiro mais sábio do que esse?
Haverá olhos mais zelosos, ouvidos mais atentos, lágrimas mais sentidas, sorrisos mais serenos do que os dele?
Existirá mais alguém no mundo que lute por mim como ele? Que se esqueça de suas necessidades pensando nas minhas? Que esteja lá, em qualquer lugar, a qualquer hora, por seu filho?
Existirá mais alguém no mundo que renuncie a seus sonhos pessoais por mim, e que chegue até a tornar os meus sonhares os seus próprios, por muito me amar, e por muito querer me ver feliz? Existirá alguém?
Raros são os corações como o dele. Raros como a chuva durante a estiagem. Raros como o sol nas noites eternas dos polos terrenos.
*   *   *
Nossos pais são únicos. São dessas almas que Deus, em Sua bondade sem fim, coloca em nossas vidas, para torná-las completas.
Nossos pais são únicos. São as estrelas que permanecem no firmamento, dando-nos a beleza e a luz da noite, sem nada exigir em troca.
São tão valorosos que, mesmo após se tornarem invisíveis aos olhos, e serem vistos apenas em fotografias e sonhos, continuam conosco, com o amor de sempre, com o abraço seguro de todas as horas.
*   *   *
É por tudo isso que preciso lhe dizer, pai, não somente hoje, mas em todas as manhãs que a vida me proporcionar, que se meus passos são mais certos hoje, é porque souberam acompanhar os seus; que se hoje sou mais responsável, é porque minha responsabilidade se espelhou na sua; e que se hoje sonho em ser pai, é porque tive em você a maior de todas as inspirações.
Não sabemos ao certo o tempo que estaremos juntos, aqui, nesta jornada, mas saiba que nada me fará mais feliz no futuro do que reencontrá-lo, tantas e tantas vezes, em tantas e tantas vidas, porque jamais existirá lugar mais seguro no mundo do que os seus braços, meu pai querido.
Minhas preces têm em seus versos o seu nome.
Meu espelho tem as feições que seu semblante me emprestou.
Minha fé tem a sua certeza, a sua confiança.
Meu coração tem as sementes das suas virtudes, e o livro da história de minha felicidade tem, em todas suas páginas, a palavra pai.
 
Créditos: Redação do Momento Espírita, com base no poema Os braços de meu pai, de autoria desconhecida.
Em 11.8.2016.

Bolsa com Seminole

Hoje vim mostrar uma bolsa que fiz com detalhes em seminole, uma técnica bem bacana de Patchwork.



Bolsa com detalhe em Seminole




Detalhe do Seminole


Costas com Quilt Reto




Forro



Preparação das Faixas



Os tecidos utilizados nessa bolsa são da Circulo




Máquinas de Costura em Madeira

Muita gente, assim como eu, é apaixonada por máquina de costura.


E para abrilhantar essa paixão, meu marido fez lindas peças em madeira.




São peças totalmente artesanais... esculpidas à mão.





Hoje vou mostrar as primeiras queridinhas que saíram por aqui...










 São ou não são lindas?

Eu queria todas pra mim :)

Essas já foram vendidas... em breve teremos mais algumas belezinhas....


Fuxico da Arte no Jornal A Tribuna

E hoje, nós, as artesãs da Associação Fuxico da Arte estamos muuuito felizes!

Participamos de uma matéria do Jornal A Tribuna:


"Santistas abandonam empregos para investir numa paixão em comum: o artesanato"





Para ler a matéria completa, clique AQUI!

Da esquerdas para a direita: Karen Kessler, Telma Valentini, Bete Fernandes, Sandra Sachs e Raquel Peralta











Fotos: Irandy Ribas / AT




Pai, começa o começo!

Fotografia Maria Eunice Gerard

 
 
Quando era criança e pegava uma tangerina para descascar, corria para meu pai e pedia: “Pai, começa o começo!”
O que eu queria era que ele fizesse o primeiro rasgo na casca, o mais difícil e resistente para as minhas pequenas mãos. Depois, sorridente, ele sempre acabava descascando toda a fruta para mim.
Mas, outras vezes, eu mesmo tirava o restante da casca a partir daquele primeiro rasgo providencial que ele havia feito.
Meu pai morreu há muito tempo e não sou mais criança. Mesmo assim, sinto grande desejo de tê-lo ainda ao meu lado para, pelo menos, “começar o começo” de tantas cascas duras que encontro pelo caminho.
Hoje, minhas “tangerinas” são outras. Preciso “descascar” as dificuldades do trabalho, os obstáculos dos relacionamentos com amigos, os problemas no núcleo familiar.
O esforço diário que é a construção do casamento, os retoques e pinceladas de sabedoria na imensa arte de viabilizar filhos realizados e felizes.
O enfrentamento sempre tão difícil de doenças, perdas, traumas, separações, mortes, dificuldades financeiras e, até mesmo, as dúvidas e conflitos que nos afligem diante de decisões e desafios.
Em certas ocasiões, minhas “tangerinas” transformam-se em abacaxis.
Lembro-me, então, que a segurança de ser atendido pelo meu pai quando lhe pedia para “começar o começo”, era o que me dava a certeza de que conseguiria chegar até ao último pedacinho da casca e saborear a fruta.
Além da atenção e carinho que eu recebia, ele também me ensinou a pedir ajuda a Deus, Pai do céu. Meu pai terreno me ensinou que Deus é eterno, que está sempre ao nosso lado e que Seu amor é a garantia das nossas vitórias.
*   *   *
Quando a vida parecer muito difícil, como a casca de uma tangerina para as mãos frágeis de uma criança, lembremo-nos de suplicar o auxílio Divino.
Deus nos indicará o caminho e não só começará o começo, mas pode ser que, em algumas ocasiões, resolva toda a situação.
Não sabemos o tipo de dificuldade que encontraremos na nossa caminhada, mas amparemo-nos no amor eterno de Deus para pedir, sempre que for preciso: Pai, começa o começo!
*   *   *
A sensibilidade de enxergar as dificuldades dos filhos e oferecer o apoio necessário, no momento certo, é essencial. Tem o poder de curar feridas e se transforma em bálsamo para a dor.
Devemos saber o quanto é importante dizer ao filho: Se você tem medo, venha aqui. Se você cair, falhar, estarei ao seu lado. Amo você.
Devemos saber valorizar toda atitude positiva.
O abraço e o beijo fazem a criança se sentir querida e consolidam a segurança e o amor. Demonstrarmos a confiança de que somos constantemente amparados por Deus oferece aos filhos um caminho para a construção da fé.
Todo o carinho e afeto demonstrados pelos pais aos filhos, durante a infância, se transformarão em direcionamento seguro e formarão base sólida para o enfrentamento das dificuldades na vida adulta.
 
Créditos: Redação do Momento Espírita, com base no texto
 
Pai, começa o começo, de autoria desconhecida.
Em 10.8.2016.
 

VIII Limeira Patchwork



A VIII Limeira Patchwork vem com tudo!

E o Ateliê By Karen Kessler estará participando pela primeira vez!!

Vários expositores já confirmados, o melhor e mais completo mix de produtos, insumos e artigos relacionados ao segmento e, a grande novidade de 2017: horário de atendimento ampliado!

::: SERVIÇO:
VIII LIMEIRA PATCHWORK
Datas: 14, 15 e 16 de setembro
Local: Shopping Nações Limeira (Rod. Deputado Laércio Corte, 4500)
Horário: 12h às 20:30h
Entrada: gratuita e livre para todos os públicos
Estacionamento: gratuito (2 mil vagas)
Estrutura Shopping Nações: lojas, praça de alimentação, caixas eletrônicos, banheiros, fraldário

Confira nas imagens a lista oficial de expositores já confirmados para a VIII Limeira Patchwork. 

A feira vem ainda maior em 2017, são 37 estandes a mais que a edição anterior:






Organize sua caravana!!

Estaremos te esperando, cheios de novidades!!

Sacola Blogueira Ouro Círculo

Coisa bem boa receber pacotinho recheado de tecidos @circuloprodutos .


Bora fazer peças bem lindas!!




Como conservar sua peça de Pacthwork





Tecidos para você se apaixonar!

 

Vamos visitar a Circulo na Mega Artesanal??



Ouça a Circulo no Spotify

 



Visualizações

Arquivo

Categorias